Rodrigo Zin – Roy Mustang

Single "Roy Mustang" de Rodrigo Zin ➽ Redes sociais ➳ Instagram: https://instagram.com/instazin ➳ Facebook: https://facebook.com/rodrigozinof ➳ Twitter: https://twitter.com/RodrigoZinChato ➳ Soundcloud: https://soundcloud.com/zin-beatz ➽ Ficha técnica ➳ Beatmaker: Rodrigo Zin & enzo dicarlo ➳ Produção & Edição: Rodrigo Zin ➳ Ilustração: @…
0
(0)

Single “Roy Mustang” de Rodrigo Zin

➽ Redes sociais
➳ Instagram: https://instagram.com/instazin
➳ Facebook: https://facebook.com/rodrigozinof
➳ Twitter: https://twitter.com/RodrigoZinChato
➳ Soundcloud: https://soundcloud.com/zin-beatz

➽ Ficha técnica
➳ Beatmaker: Rodrigo Zin & enzo dicarlo
➳ Produção & Edição: Rodrigo Zin
➳ Ilustração: @ 00thekid (instagram)
➳ Label: Atlântida.co

➽ Contato
➳ E-mail: [email protected]
➳ Contrate: (41) 99672-3181 WhatsApp (João Alves)

➽ Letra:

Não é milagre, é ciência
Quem diria que iriam silenciar
A voz de um povo, mas por quê?
Eu achei que tinha de obedecer
Assim fomos enviados
Armas biológicas com tanto poder
Amestris contra Ishval
Um genocidio!
Vi de perto um ritual
De exterminio
Enterramos crianças
Corpos na trincheira
Junto de Cultura, deuses e riquezas
Na guerra de perto, o que posso fazer
Alquimista das Chamas
Num estalo, matei!

Não posso fugir com esse sangue nas mãos
Devo encar a morte de frente ou se não
Serei engolido ou perderei a razão
Aceitei ser Herói, pra não ser eu no caixão…

Sei que não mereço perdão
Mas juro, mudei minhas ambições
Pra que essas vidas não sejam em vão
Vou lutar e salvar todas essas nações
Almas que levo comigo
Aprendi com meus erros
No mínimo
Um cão do exército é isso
A Justiça é um longo caminho

*refrão*

Cumprindo ordens… Desordenando a vida alheia
Fogo que morre, sob a pilha de algumas centenas
Mal revidaram, não queria que fosse um massacre…
Tarde demais, patente cresce e o alquimista late!

Antes eu era somente um cientista
Sr. Hawkeye me ajudou nessa minha trilha
Este que fazia uma grande pesquisa
Pra criar a mais poderosa Alquimia
Mexia com fogo! Era no sígilo
Até mesmo de mim
Mantinha escondido
Levou pro caixão todo conhecimento
Era isso que eu pensava, mas do mesmo jeito
Contei pra sua filha dos meus sentimentos
“Quero ter poder pra salvar quem tem menos”
Ela confio, me entregou lealdade
E a pesquisa de seu pai, cravada em sua carne
Riza, suas costas são minhas
Mistura de Poesia e Alquimia
Daquele dia surgia
Chamas que ninguém mais apagaria

Passei no teste, sendo o melhor
Virei Alquimista
Federal – Um Major
Alcunha: Alquimista das chamas
Criado do fogo, Querido das damas
Iludido, servindo ordens do governo
Fui pra Ishval pra servir de modelo
Sendo um assassino
Virei o que odeio
Riza perdão, nos tornamos guerreiros
Ela no chão me dizia
Queime minhas costas
Apague a pesquisa
Mesmo relutante
Eu daria
Um fim ao fardo
Que ela carregou em vida
Mas não desistimos
Tenente – Coronel virei
Subordinados leais, eu conquistei
Riza minhas costas são suas
As Proteja ou Atire em mim
Se eu me perder

*refrão*

Depois da guerra, muitos se aposentaram
Muitos eram alquimistas do Estado
Pro Governo não ficar fraco, eu fui encarregado
De achar alquimistas novatos
Fui pro Sudeste de Amestris. Encontrei um prodigio tão infeliz
Mas determinado, que me inspirou a almejar o alto
E jamais desistir!
Não morra sob minha jurisdição. Confiei nessas crianças/irmãos
O governo agradece, Fullmetal nasceu!
Vocês já viram o inferno, assim como eu…
Recuperem seus corpos
O resto é comigo
Sob minhas ordens, daremos inicio
Criar um futuro melhor
Mas a pedra filosofal foi o gatilho

Segredos e corrupção, indo contra a legislação
Debaixo da Instituição: Experiências e transmutação
Não podia nem mais confiar em ninguém mais acima de mim
Meus amigos que posso contar, são os que matariam por mim
Maes Hughes, detesto falar. Você irrita, porém mesmo assim
Disse “De baixo, irei te ajudar”… E eu acreditei nisso até o fim

Então porque diabos você se foi?
Deixou sua mulher e filha pra trás
2 promoções!!
Agora que cê tá a cima como cê irá me ajudar
Em dias de chuva não posso lutar
Com sua partida, sempre choverá!
Nem essas crianças eu pude encarar
Meu amigo de guerra… Eu vou te vingar!
Preciso saber quem foi seu assassino
Sempre um passo a frente, me deixou as pistas
Que venha o exército, eu não tô sozinho
Quem for inimigo, conhecerá as cinzas!
Quimeras e humanos artificiais
Imortalidade, falsas pedras e mais
Tudo que escodem, hoje eu mostrarei
Perdão pecados, hoje eu PECAREI!

Bem vindos ao meu tabuleiro
Não toque nas minhas peçasBARRAmeus parceiros
Pra vocês Humunculos, um conselho
Seus corpos tão grelha, e eu sou um churrasqueiro
Falsos humanos, tema o verdeiro
Lúxuria quer fogo, eu trouxe o isqueiro
Ira que eu trago, explodi em meu peito
Lâminas mais forte, aqui as derreto
Quase que mata, invalidou meu chapa
Pelos meus subordinados, eu boto a cara
Devore meu sonho e serei pesadelo
Pra Gula o banquete será tão vermelho
Vindo das chamas, Mustang sem freio
A vingança veio e falou em primeiro
Qual de vocês matou o Maes Hughes?
Inveja me disse: Olá, fui eu mesmo
Fogo!
Não importa o que você me diga
Você inveja a humanidade
Meu pecado é maior que suas vidas
Fogo!
Não importa o que você me diga
Quase fui tomado por vingança
Mas fui salvo pela minha Rainha

© 2021 Atlântida.co

0 / 5. 0