Rodrigo Zin – Crocodile

Single "Crocodile" de Rodrigo Zin Disponível no Spotify: https://open.spotify.com/track/0x3P0mHF0HOUMcsxmIUAno?si=00d08ea593bd47b1 ➽ Redes sociais ➳ Instagram: https://instagram.com/instazin ➳ Facebook: https://facebook.com/rodrigozinof ➳ Twitter: https://twitter.com/RodrigoZinChato ➳ Soundcloud: https://soundcloud.com/zin-beatz ➽ Ficha técnica ➳ Beatmaker: Rodrigo Zin ➳ Mixagem: Rodrigo Zin ➳ Ilustração: EZE (@ 00thekid)…
0
(0)

Single “Crocodile” de Rodrigo Zin
Disponível no Spotify: https://open.spotify.com/track/0x3P0mHF0HOUMcsxmIUAno?si=00d08ea593bd47b1

➽ Redes sociais
➳ Instagram: https://instagram.com/instazin
➳ Facebook: https://facebook.com/rodrigozinof
➳ Twitter: https://twitter.com/RodrigoZinChato
➳ Soundcloud: https://soundcloud.com/zin-beatz

➽ Ficha técnica
➳ Beatmaker: Rodrigo Zin
➳ Mixagem: Rodrigo Zin
➳ Ilustração: EZE (@ 00thekid)
➳ Edição: Rodrigo Zin

➳ Label: Atlântida.co

➽ Contato
➳ E-mail: [email protected]
➳ Contrate: (41) 99672-3181 WhatsApp (João Alves)

➽ Letra:
Leve água ao deserto
E seque isso com o tempo
Veras a fúria do povo
E culpe o maldito reino
Crie um povo revoltado, venderei armas pros mesmos
Na água, um crocodilo, na areia, teu sofrimento!
Sob a sombra do governo, recrutei meu próprio exército
“Baroque Works”
Meu codinome é Mr. Zero. Corsário de faxada, o orgulho de Alabasta
Caço até piratas, “um herói” só que entre aspas
Fabriquei chuvas a esmo. Perto do meu cassino, pra fazer um bom dinheiro
Certo do teu fascínio, te manipulei direito! Dinheiro move o mundo e eu parei teu movimento
Areia movediça, a queda vem, só que em silêncio. Números do meu lado
Patrão é o charuto esfumaçando mais um quarto
E a cicatriz na cara, pra mostrar quem é bolado
Numa mão levo um deserto, na outra, o sangue dos fracos

Rei do deserto, faço as leis do inferno! Eu sou o rei do deserto!
De charuto e terno, eu sou o rei do deserto!
Tenho tudo o que eu quero, amor! Rei do deserto!
Tenho tudo o que quero!

Tô me sentindo grande, pra combinar com a seca
Pode ser coincidência, mas tempestades de areia
Vem com o desmatamento e a mudança do clima
Culpa do governo! Quer dizer… A culpa a minha!
Acha que é o bastante! “Ser fraco desse jeito… Chega a ser um crime!”
Gancho de esquerda, pra mostrar que esse mar é um ringue
“Cães que fogem para lamber suas feridas não têm o direito de falar em justiça.”
Acabei com um império! Facilmente, contigo!
Na ampulheta, a areia cai, com as cinzas dos meus inimigos!
Sobrevivo no Saara, mesmo sendo um crocodilo
Confiança, não é nada, já perdi fazendo isso…
Aprendi fazendo o triplo, só eu e meu instinto
Ambicioso, mato aliados se preciso
Tudo pela Pluton. Esses mares, aniquilo
Ser o Rei dos Piratas? Dono do mundo, é meu estilo!

E eu acordo vejo as grades
Lá do sexto, onde o sol não toca
Mesmo preso, isso não é derrota
Derrota é morrer sem lutar

Rei do deserto, faço as leis do inferno! Eu sou o rei do deserto!
De charuto e terno, eu sou o rei do deserto!
Tenho tudo o que eu quero, amor! Rei do deserto!
Tenho tudo o que quero!

Sabia, que ia terminar assim
Se o tempo ficou ruim, é difícil de clarear

E eu acordo vejo as grades
Lá do sexto, onde o sol não toca
Mesmo preso, isso não é derrota
Derrota é morrer sem lutar

© 2021 Atlântida.co
℗ 2021 Atlântida.co

0 / 5. 0